ATLETAS FERNANDO RUFINO, O COWBOY DE AÇO, E GIOVANE DE PAULA, O PANTERA NEGRA

ATLETAS CONQUISTARAM DUAS MEDALHAS PARA A PARACANOAGEM BRASILEIRA

Os atletas chegarão na Ilha, na quarta 08/09, e serão recepcionados com homenagens e carreata. O prefeito Geraldino Júnior parabenizou os campeões olímpicos e disse que eles inspiram a formação de novos atletas, em todas as modalidades.

Ilha Comprida entrou para a história da paracanoagem paralímpica com a conquista da primeira medalha de ouro olímpica na modalidade Canoa V3 por Fernando Rufino, o Cowboy de Aço, e Giovane de Paula, o Pantera Negra, com a conquista da medalha de prata.

E a Ilha tem mais motivos para comemorar: os atletas, que treinaram diariamente no Polo Nacional de Paracanoagem da Ilha Comprida, têm como treinador Thiago Pupo, professor da Escola Municipal de Canoagem da Ilha Comprida, e técnico da seleção brasileira de paracanoagem

ATLETAS FERNANDO RUFINO, O COWBOY DE AÇO, E GIOVANE DE PAULA, O PANTERA NEGRA, CONQUISTARAM DUAS MEDALHAS INÉDITAS E HISTÓRICAS PARA A PARACANOAGEM BRASILEIRA!

O Confederação Brasileira de Canoagem (CBC) comemorou “o maior feito da Canoagem Brasileira nos Jogos Paralímpicos” com a tão sonhada medalha de ouro do Cowboy e a esperada medalha de prata de Giovane, estreante em uma edição paralímpica.

O Brasil volta para casa agora com o ouro de Rufino, e duas pratas, a de Giovane e também a de Luis Carlos Cardoso no KL1 conquistada na quinta-feira (03).

paracanoagem-brasileira

“Essa medalha aqui é nossa, essa medalha aqui é minha e de todo povo brasileiro. Essas listras na minha blusa aqui do verde, amarelo e azul aqui simbolizam essa medalha e é pra vocês, povo brasileiro”, comemorou Cowboy. “Ainda não caiu a ficha, estou muito feliz e queria dedicar essa medalha para todas as pessoas que me mandaram energias positivas, também para os meus treinadores e toda a equipe e também para toda a minha família, valeu”, afirmou Giovane.

CONQUISTARAM DUAS MEDALHAS INÉDITAS E HISTÓRICAS PARA A PARACANOAGEM BRASILEIRA!

De acordo com a Confederação, “o bom resultado da dupla Rufino e Giovane é creditado também na estratégia do corpo técnico da Paracanoagem, coordenada pelo treinador Thiago Pupo e pelos recursos tecnológicos e completos do Polo Nacional de Paracanoagem da Ilha Comprida. “A metodologia que foi utilizada no treinamento dos atletas, é a mesma que o Jesus Morlán utilizava com os atletas da canoa na Canoagem Velocidade.

Trabalhamos muito na estratégia da prova. Eu sou fruto da CBCa, em 2014 quando surgiu a ideia de capacitar os técnicos brasileiros e adquirir a experiência com os treinadores internacionais contratados na época foi importante para receber e aprimorar essas técnicas”, comenta Pupo.

O prefeito Geraldino Júnior parabenizou os campeões olímpicos Fernando Rufino, Giovane de Paula e Thiago Pupo e afirmou que eles são a inspiração para crianças, jovens e pessoas de todas as idades também iniciarem atividades esportivas. “É uma honra para a cidade e um grande incentivo para o esporte, em todas as modalidades.

Essa conquista é a maior prova de que investir no esporte de alto rendimento é o caminho certo”, destacou o prefeito.

Foto: Mirian Jeskie – CPB