praias limpas
Conscientização do lixo nas praias

Conscientização do lixo nas praias

Institutos realizam campanhas de limpeza de lixo nas praias, todas as quartas-feiras

Segundo a técnica Daniela Peitl, o Desafio consiste em tirar uma foto do local antes do mutirão e outra foto após o mutirão, junto com o grupo que fez a ação. O desafio pode ser feito por qualquer pessoa interessada e contribuir com o meio ambiente. Mais informações com Daniela pelo telefone (13) 3842 7073.

Com os objetivos de despertar a consciência de que todos podem contribuir para a limpeza de áreas comuns e criar o hábito de unir pessoas em torno de ações ambientais, a Divisão de Meio Ambiente e o Fundo Social de Solidariedade prosseguem com o Desafio do Lixo todas as quartas, em diferentes balneários. Nesta quarta 10/04, o desafio aconteceu, em Pedrinhas.

Mais de 95% do lixo encontrado nas praias brasileiras é composto por itens feitos de plástico, como garrafas, copos descartáveis, canudos, cotonetes, embalagens de sorvete e redes de pesca.

Esta é uma das principais conclusões de um trabalho de monitoramento realizado desde 2012, em 12 delas, pelo Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo (IO-USP), em parceria com o Instituto Socioambiental dos Plásticos (Plastivida), uma associação que reúne entidades e empresas do setor.

As pesquisas sobre a questão do lixo no mar ainda são escassas e incipientes, tanto no Brasil como no exterior. Mas, em termos mundiais, sabe-se que os resíduos sólidos nos oceanos possuem diversas proveniências. Fonte: BBC Brasil

Como podemos ajudar?

Não podemos esquecer que as praias são áreas de tranquilidade, paz, harmonia e um excelente local para diversão em nossas férias, mas a consciência de preservação ambiental é fundamental.

Os seres humanos há décadas estão cada vez mais contaminados direta ou indiretamente o meio ambiente marinho em nome da palavra de ordem chamada de “Progresso”.

Hoje praticamente o lixo no oceano Pacífico é composto principalmente de plástico ou massa plástica assim também chamada e se encontra em águas de pouca navegação.

Fonte: Município de Ilha Comprida – Assessoria de imprensa