You are currently viewing Ilha Comprida abre espaço para debate sobre proteção, diversidade e violência

Ilha Comprida abre espaço para debate sobre proteção, diversidade e violência

Acontece debate sobre proteção, diversidade e violência

O município de Ilha Comprida abre espaço para debate sobre proteção, diversidade e violência. Aconteceu na quarta 21/11, na quadra da Escola Monte Carlo, e na Escola Judith Sant´Ana, a XI Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente da Ilha Comprida.  Apresentado pelo estudante José Klever, 14 anos, – em homenagem ao protagonismo dos jovens –  a Conferência contou com apresentações artísticas e definição das propostas que serão apresentadas na Conferência Estadual, em março de 2019.

conferencia_juventude_ilha_comprida-300x200

Presente na Conferência, o prefeito Geraldino Júnior parabenizou os organizadores, os jovens e abordou a prioridade de sua administração em oferecer oportunidades esportivas, de formação profissional, qualidade na educação e canais de participação na elaboração de políticas públicas municipais em prol da juventude: “Vocês são prioridade porque representam o nosso futuro”, explicou.

José Klever afirmou que se sentiu honrado com o convite e a responsabilidade de fazer o cerimonial do evento: “São temas importantes porque as crianças e adolescentes que sofrem violência e abuso sexual precisam de proteção e cuidados para se recuperar e precisamos abordar esses temas”. Além de apresentar o evento, Klever  fez um rap de protesto contra preconceito, racismo e a depressão, temas que afligem os jovens.

conferencia_municipal_da_juventude_ilha_comprida-300x200

O presidente do CMDCA, Adolfo Teixeira, explicou que o objetivo da Conferência foi mostrar aos jovens que eles podem ser protagonistas da história e participar ativamente da elaboração de políticas públicas voltadas ao setor. O delegado de Polícia, Carlos Eiraz, afirmou que o mais importante é saber que os jovens não estão sozinhos e contam com uma rede de profissionais prontos para contribuir na melhor formação possível para sua formação.

ilha_municipio_protecao_diversidade_violencia-300x200

De acordo com o presidente do Conselho, Adolfo Teixeira, as propostas definidas pela Conferência foram abordadas em sala de aula por meio de atividades culturas, lúdicas e livres. Elas envolvem os seguintes eixos temáticos: Garantia dos direitos e políticas públicas integradas e de inclusão social; Prevenção e enfrentamento da violência contra crianças e adolescentes e Orçamento e financiamento das políticas para crianças e adolescentes.  Documento com todas as propostas pode ser acessado na www.ilhacomprida.sp.gov.br , link Juventude.

A Conferência contou com a presidente do Fundo Social de Solidariedade da Ilha (FSS), Juliana Peitl, da diretora do departamento de Educação, Roberta França Fortes, diretores do município, autoridades e jovens.


O que é CMDCA?

O CMDCA – Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente é um órgão responsável pelas políticas públicas de defesa de direitos e promoção do bem estar social da criança e do adolescente no Município.Entre outras funções é responsável pelo registro das entidades assistenciais (ONGs) que atendam as crianças e adolescentes, pelo processo de escolha dos membros do Conselho Tutelar e controla do Fundo Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA). O Conselho é composto por membros titulares e suplentes, sendo 50% da sociedade civil e 50% do poder público.

CMDCA – CONSELHO MUNICIPAL DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE ÓRGÃO PARITÁRIO, DELIBERATIVO E CONTROLADOR DAS AÇÕES DE ATENDIMENTO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE NA CIDADE DE LIMEIRA.

Criado pela Lei Municipal 2729/95, com as alterações introduzidas pelas Leis 2809/97; 3354/02; 4052/06 e 4835/11. É regido pelo ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente.

Fonte: Município de Ilha Comprida – Assessoria de imprensa