Ilha Comprida atingiu notas altas e de excelência em quatro das sete áreas analisadas

Ilha Comprida atingiu notas altas e de excelência em quatro das sete áreas analisadas

Considerado o maior indicador da efetividade das políticas públicas implementadas pelas Prefeituras do Estado de São Paulo, o Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEG-M), anunciado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCESP), na sexta 29/11, trouxe boas notícias para a administração da Ilha Comprida.

A Tecnologia de Informação conquistou a nota máxima A, que corresponde a gestão “altamente efetiva”; a Educação Municipal recebeu B+ que significa Muito efetiva e as áreas de Saúde e Planejamento receberam B, que significa “efetivos”.

O prefeito Geraldino Júnior comemorou os índices e dividiu a conquista com os profissionais do município: “A cidade inteligente e inovadora começou a gerar frutos.

Ilha Comprida chegou à Excelência em inovação e tecnologia da informação para facilitar a vida das pessoas, assim como também nos destacamos em áreas prioritárias como Saúde, Educação e Planejamento. Ninguém faz nada sozinho. É uma conquista de todos”.

Ilha atingiu notas altas e de excelência em quatro das sete áreas analisadas: Tecnologia da Informação, Saúde, Educação e Planejamento

Segundo o prefeito, as altas notas em Educação e Saúde representam a preocupação em atender bem as pessoas em áreas prioritárias.” Saúde e Educação são nossos pontos fortes porque atendem às necessidades básicas das pessoas e não podem esperar. Elas precisam ser eficientes.

A Educação prepara as pessoas que vão cuidar da gente no futuro e a Saúde representa o investimento na qualidade e longevidade de vida da população”, afirmou.

tribunal-contas-estado-sp
Ilha Comprida atingiu notas altas e de excelência em quatro das sete áreas analisadas

 Na opinião de Geraldino Júnior, o município está no caminho certo para se destacar em todas as áreas com investimento em tecnologia, equipamentos, treinamento de pessoal, atendimento e eficiência, dentro da meta principal da Ilha Comprida ser a cidade humana, sustentável e inteligente.

O Índice de Efetividade da Gestão Municipal (IEG-M) foi criado em 2015 pelo TCE para medir a eficiência das 644 Prefeituras paulistas.

“O indicador avaliou um dos períodos mais desafiadores para os gestores públicos de todo o país, a pandemia da COVID-19”, pontuou a Presidente do TCESP, a Conselheira Cristiana de Castro Moraes, no site do TCE (https://www.tce.sp.gov.br/).

Fonte: Município de Ilha Comprida – Assessoria de imprensa