vale-do-ribeira

O Eldorado do Estado

O seu nome Vale do Ribeira nasce em função da bacia hidrográfica do Rio Ribeira de Iguape e ao complexo Lagamar de Iguape, Cananéia, Paranaguá localizado entre o sul do estado de São Paulo e leste do estado do Paraná.

O Vale do Ribeira possui uma extensão de mais de 2.830.666 hectares, ele abriga uma população de 481.224 habitantes que inclui 31 municípios sendo 22 municípios paulistas e 9 municípios paranaenses, entre seus parques e reservas naturais da mata Atlântica.

mata-atlântica-1024x683

O Vale abrange 61% da Mata Atlântica do Brasil e com mais de 10 mil espécies entre fauna e flora, declaradas pela Unesco como sendo uma das principais reservas de biodiversidade de nossa nação.

O Vale do Ribeira

A região hoje se destaca pelo ecoturismo, trilhas, explorações de cavernas e esportes radicais. A cidade de Registro é considerada “Capital do Vale do Ribeira”, pelo seu tamanho e números de habitantes.

História do Vale do Ribeira

Tudo começa por volta do ano 1000 quando a região era ocupada pelos tapuias uma tribo de origem tupi que foi muito utilizada na colonização do Brasil e que a palavra “Tapuia” era designada para todos os indígenas que não falavam o tupi antigo.

Mas a ocupação do Vale do Ribeira teve início no século XVI, com a fundação dos povoados de Cananéia e Iguape por espanhóis e portugueses, as cidades foram povoadas estrategicamente no Vale do Ribeira como núcleos de apoio aos colonizadores europeus como portos que foram usados para facilitar a entrada e saída de mercadorias.

martim-afonso-de-sousa-1530
Organizou uma expedição com 80 homens para o interior do estado em busca de ouro e prata
https://pt.wikipedia.org/

O ouro foi o motor do surgimento de várias cidades no Vale do Ribeira, porém tudo tem início por volta do ano de 1531 quando o ciclo do ouro começou, mas somente em 1550 quando foi descoberto ouro de aluvião no interior do Vale do Ribeira, na região de Apiai-Iporanga, Cananéia e no litoral paranaense.

Com a descoberta de ouro atraiu-se muito garimpeiros para a região, a principal mão de obra local era negra escrava, sendo também muito utilizada nas construções de igrejas, monumentos, cemitérios, ruas, casa e outras construções.

O garimpo na região foi até o século XVII e foi abandonado no século XVIII pela descoberta de novas jazidas de ouro encontrados em abundância no estado de Minas Gerais.

As cidades que fazem parte do Vale do Ribeira são:

Estado de São Paulo: Apiaí, Barra do Chapéu, Barra do Turvo, Cajati, Cananéia, Eldorado, Iguape, Ilha Comprida, Iporanga, Itaóca, Itapirapuã Paulista, Itariri, Jacupiranga, Juquiá, Juquitiba, Miracatu, Pariquera-Açu, Pedro de Toledo, Registro, Ribeira, São Lourenço da Serra e Sete Barras.

Estado do Paraná:Adrianópolis, Bocaiúva do Sul, Cerro Azul, Doutor Ulysses, Itaperuçu, Rio Branco do Sul e Tunas do Paraná

Vale do Futuro

Para transformar uma das regiões mais ricas em biodiversidade do Estado em modelo de desenvolvimento regional baseado na exploração sustentável da riqueza socioambiental da Mata Atlântica, o Governo de São Paulo lança o programa Vale do Futuro, que irá propor parcerias com prefeituras, comunidades quilombolas locais e organizações da sociedade civil para implementar projetos de desenvolvimento sustentável, geração de renda, conservação e melhoria da qualidade de vida da população do Ribeira.

mapa-do-vale-do-ribeira-1024x687

Os 22 municípios da região mais vulnerável do Estado vão se tornar um novo polo de desenvolvimento econômico e social. Um programa completo e de governança integrada: Estado, prefeituras e sociedade civil trabalhando juntos, com metas, monitoramento e avaliação de resultados.