Aberta inscrições para o Projeto Oficina em Ilha Comprida

Pontos MIS da Ilha exibe, Divinas divas e Paraíso perdido

Secretaria de Cultura exibe longas no mês de junho em Ilha Comprida

O programa Pontos MIS, do Museu da Imagem e do Som – instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo – exibe os longas Divinas divas e Paraíso perdido na Ilha Comprida nesse mês de junho.

As sessões acontecem nos dias 7 e 28, às 9h e às 15h, no Espaço Cultural Plínio Marcos (Av. São Paulo, 1000- Balneário Adriana). A entrada é gratuita!

O Pontos MIS é um programa de formação e difusão cultural com atuação em todo Estado de São Paulo que leva mensalmente sessões de cinema e oficinas culturais gratuitas a cerca de 120 cidades. Em Ilha Comprida, o programa é realizado em parceria com a Prefeitura por meio da Divisão de Cultura.

O que é o PONTOS MIS?

pontos-mis

O Pontos MIS é um programa de formação e difusão cultural com atuação em todo Estado de São Paulo.

Com filmes, oficinas práticas e palestras, visamos formar novos públicos para o cinema brasileiro e internacional não comercial.

Confira abaixo a programação do mês:

SEXTA – 07.06 | 9h e 15h|Divinas divas

(Dir. Leandra Leal, Brasil, 2016, 110 min, Documentário, 14 anos)

divinas-divas-pontos-mis-725x1024

As Divinas Divas são ícones da primeira geração de artistas travestis no Brasil dos anos 1960. Um dos primeiros palcos a abrigar homens vestidos de mulher foi o Teatro Rival, dirigido por Américo Leal, avô da diretora.

SEXTA – 07.06 | 9h e 15h|Divinas divas

(Dir. Leandra Leal, Brasil, 2016, 110 min, Documentário, 14 anos)

paraiso-perdido-pontos-mis-725x1024

Unida pela música e por um amor incondicional, a excêntrica família encontra forças para lidar com seus traumas cantando clássicos da música popular romântica e atrai a curiosidade do misterioso Odair, um policial que cuida da mãe surda, uma ex-cantora.

Dono da boate Paraíso Perdido, o patriarca José faz de tudo para garantir a felicidade de seu clã: os filhos Ângelo e Eva, o filho adotivo Teylor e os netos Celeste e Imã.

Fonte: Município de Ilha Comprida – Assessoria de imprensa